Racismo
Ativista negra é “apagada” de foto com Greta Thunberg e gera revolta

Mais um episódio de racismo da imprensa?

27/01/2020 11h51

A jovem ativista de Uganda, Vanessa Nakate, afirma ter sido apagada de uma imagem ao lado de outros ativistas em um encontro em Davos, na Suíça. Uma das pessoas que compunha a foto era a famosa ativista Greta Thunberg.

Após perceber o ocorrido, Vanessa foi ao seu twitter denunciar a situação. Segundo ela, agora ela entendia a “definição da palavra racismo”.

Segundo Vanessa, várias agências de notícias, incluindo algumas dos Estados Unidos, a removeram  da fotografia original. “Nós não merecemos isso. África é o continente menos emissor de carbono, mas somos os mais afetados pela crise climática… Apagarem as nossas vozes não vai mudar nada. Apagar as nossas histórias não vai mudar nada”, desabafa.

Sobre a foto, ela foi tirada após uma conferencia de imprensa conjunta na sexta-feira (24) no Fórum Econômico Mundial. Estavam presentes para a foto: a jovem sueca Greta Thunberg, Loukina Tille, Luisa Neubauer, Isabelle Axelsson e Vanessa Nakate.

“O fotógrafo estava tirando uma foto dentro de um prazo apertado, e recortou-a unicamente por motivos de composição, porque achou que o prédio ao fundo era um elemento perturbador”, justificou David Ake, diretor de fotografia da agência AP.

Após o desabafo, Vanessa recebeu o apoio de inúmeros fãs no twitter. Veja:

Continue lendo!!

Estudante de Engenharia Civil, corintiano, cristão SUD, um nerd apaixonado por cozinha, humor e muito conhecimento. Membro do MBL Brasília e um preguiçoso redator do MBL NEWS