fbpx
Eleições » Rio de Janeiro
Após ser exonerado por Bolsonaro, Bebianno quer ser prefeito do Rio

O ex-ministro se tornou crítico ferrenho do governo Bolsonaro.

18/07/2019 07h45

O ex-ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, pretende voltar à vida pública, e o atual prefeito da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, já o vê como opositor.

Segundo O Antagonista, Crivella tem dito a aliados que Bebianno será candidato pelo PSDB.

Para os que não se lembram, Bebianno era presidente nacional do PSL, partido do presidente, durante as eleições do ano passado, e foi apontado como responsável pelo repasse de fundo partidário para candidata laranja do partido.

Quando questionado pelo pela Folha, o ex-ministro confirmou sua intenção de concorrer ao pleito:

“Tenho grande preocupação com o Rio, onde nasci. O quadro é de deterioração e abandono”.

E emenda: “Falta um homem de verdade à frente do comando da cidade para fazer o que tem que ser feito”.

Fica a reflexão: com a aprovação de quase 54% de Witzel no governo estadual (gestão marcada pelo combate ao crime, austeridade e transparência) e a rejeição de Crivella por 58% da população da cidade do Rio, será que a população carioca realmente aceitaria bem um ex-ministro acusado de corrupção?

Apenas mais uma entusiasta política cheia de opiniões não solicitadas.