Cinema
Após derrota no Oscar, Petra faz ataque abobolhado contra Bolsonaro

Cineasta divulgou mais cenas inéditas e controversas de seu documentário.

11/02/2020 10h20

Após a derrota no Oscar, a diretora de “Democracia em Vertigem”, Petra Costa, divulgou “trechos inéditos” do documentário como crítica ao presidente Jair Bolsonaro, época que ainda era deputado federal, em 2016.

No documentário, Petra acompanhou Bolsonaro por duas horas pelos corredores do Congresso Nacional. Porém, o material não entrou no corte final do documentário, que focou a história no golpe de ficção. No entanto, nas cenas que foram divulgadas, mostram Bolsonaro afirmando que não recriaria o Ministério da Cultura e que “gastam quase R$ 2 bilhões por ano para produzir nada”.

Embora não faça parte oficialmente do documentário, as cenas aparentam ter os mesmos cuidados técnicos de produção do documentário. Na narrativa apresentada, Petra insiste em afirmar que o atual governo vem censurando a cultura brasileira e retirando investimento, cita como exemplo o episódio do Porta dos Fundos, mas quem “censurou” foi a justiça por meio de ordem judicial e não o governo. Além disso, ainda é mostrado uma cena do discurso “nazista” do antigo secretário Nacional da Cultura, Roberto Alvim.

Veja o trecho de pouco mais 3 minutos:

Ainda neste domingo, o MBL disponibilizou gratuitamente o documentário “Não vai ter golpe” no youtube, link para acesso:

Fonte: UOL

Estudante de Engenharia Civil, corintiano, cristão SUD, um nerd apaixonado por cozinha, humor e muito conhecimento. Membro do MBL Brasília e um preguiçoso redator do MBL NEWS