fbpx
Prisão 2ª estância » STF
5×5: Celso de Mello vota contra a prisão em 2ª instância; decisão está com Toffoli

Após um voto com mais de duas horas de duração, o decano empata o placar.

07/11/2019 19h00

Após o ministro Gilmar Mendes dar o seu parecer contrário à prisão após segunda instância, o terceiro a votar nesta quinta-feira foi o ministro Celso de Mello, o qual, seguindo o magistrado anterior, também votou contra.

O placar agora está empatado (5 x 5), e caberá ao presidente da Suprema Corte, Dias Toffoli, dar o voto de minerva.

O decano do STF, que costuma proferir os votos mais longos, já havia afirmado que espera que o julgamento termine ainda hoje.

O jurista começou o seu voto às 16h56 e, logo no início de sua longa argumentação – o voto teria mais de 100 páginas – Celso já sinalizou o voto contrário a prisão em segunda instância. O ministro usou mais de duas horas para dar o seu voto.

STF
Entusiasta política e acadêmica de Engenharia Química (UFPR) nas horas vagas; liberal na economia e nos costumes. Diretamente da República de Curitiba.