"Vivemos uma fase anti-Lava Jato", diz Moro
O ex-ministro ainda criticou a falta de foco do governo em áreas essenciais para a sociedade

Nesta segunda-feira (29), o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, criticou a postura anti-Lava Jato e defendeu que deveria haver foco em outras agendas sociais.

"Aparentemente, vivemos uma fase anti-lava jato e contra o que ela representa. Não seria melhor o País focar em agendas anticovid, antidesemprego e anticorrupção, como recomenda o artigo?", escreveu Moro no Twitter.

O ex-juiz compartilhou um artigo de Catarina Rochamonte, da Folha de São Paulo, intitulado "A agenda anti-Moro".

"O que mais pesa para a onda de ataques a Sergio Moro neste momento é o seu capital político e a possibilidade de, em 2022, rivalizar com os extremos à esquerda e à direita", escreveu Catarina Rochamonte.

Nas últimas semanas, Sergio Moro vem criticando a postura do governo Jair Bolsonaro ao abandonar a agenda anticorrupção, conciliar conchavos com o Centrão e transformar a presidência da República em um projeto pessoal de poder.

continua em outra matéria