TRF-2 se manifesta a favor de acareação entre Flávio e Marinho
Acareação ocorre segunda, em caso que apura suposto vazamento de Operação da PF. E agora papai?

Nesta sexta-feira (18), o Tribunal Regional Federal da 2ª Região manifestou-se favoravelmente à realização da acareação entre o senador Flávio Bolsonaro e o empresário Paulo Marinho, prevista para a próxima segunda-feira (21), no Rio de Janeiro. Os depoimentos ocorrerão no âmbito da investigação sobre suposto vazamento de informações da Operação Furna da Onça por agentes da Polícia Federal.

O Tribunal foi consultado pelo Ministério Público Federal por conta de um Habeas Corpus impetrado pelo ex-defensor do filho mais velho do presidente da República, o advogado Victor Granado, que lhe assegura o direito de não depor. Para o desembargador Paulo Espírito Santo, essa medida serve apenas para proteger o sigilo advogado-cliente entre Victor e Flávio, mas não impede que o senador e Marinho falem sobre ele.

De acordo com revelações feitas por Marinho, posteriormente ratificadas em seu depoimento, Granado e Flávio souberam previamente da deflagração da Operação Furna da Onça, que tinha o ex-assessor do senador, Fabrício Queiroz, como um dos alvos. A informação privilegiada teria sido passada ao advogado por um delegado da Polícia Federal.

Como o filho de Jair Bolsonaro negou essas informações, foi determinada a realização de uma acareação para confrontar as duas versões conflitantes. Para o magistrado do TRF-2, esse confronto de informações será de grande relevância para a apuração dos fatos, e assegura que nada no HC de Granado impede a sua realização.

Ajude a manter o MBL na luta!
Contém informações da/o G1.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria