Tite, o novo ícone da extrema-esquerda segundo bolsonaristas
Bolsonaro interfere na CBF para retirar o técnico "comunista"

Na última semana, em meio à polêmica realização da Copa América 2021 no Brasil, o técnico da seleção brasileira foi hostilizado por bolsonaristas devido a sua relutância pela realização do torneio. Estava quase certo de que ou Tite pediria as contas ou o presidente da confederação Brasileira de Futebol (CBF), Rogério Cabloco, acharia um substituto após o jogo contra o Paraguai pelas eliminatórias amanhã (8). No final, Cabloco acabou afastado de seu cargo, e o técnico brasileiro deve permanecer onde está.

Tite e os jogadores da seleção manifestaram-se contrariamente ao evento no país, com o acréscimo dos atletas terem declarado insatisfação com a CBF por nem ter comunicado eles sobre a decisão de sediar a Copa América. Em meio a essa crise houve espaço para o que sempre ocorre aqui: a politização de qualquer coisa. O presidente da República, Jair Bolsonaro (Sem partido) comprou a briga de trazer o torneio e passou a se comunicar diretamente com Cabloco interferindo na confederação.

Diversos interlocutores de Brasília e da CBF disseram que Bolsonaro trabalho para articular a demissão do técnico - para adquirir vacinas ele não consegue fazer nada, agora para alterar o comando da seleção o presidente "está on"- e o agora presidente afastado da instituição tinha "dado sua palavra" que substituiria Tite nesta semana.

Isso rendeu treinador a fixação de seu nome no vasto painel de "comunistas" da república. Tite e os jogadores juntaram-se ao Congresso Nacional, STF, Danilo Gentili, O Antagonista, Kim Kataguiri, Arthur do Val, MBL..... a lista de comunistas feita pelo bolsonarismo é muito longa, demoraria muito para citar todos os nomes.

Também, importante destacar que Cabloco de tão próximo do presidente passou a adotar algumas de suas práticas perante a opinião pública. Hoje (7), quando perguntado sobre quer a saída de Tite, o presidente afastado da CBF negou e disse que estaria fechado com o treinador para a Copa do Mundo de 2022. O jogo de contradições amplamente usado por bolsonaristas, agora passa a servir outros fora do mundo da política.

Com todo esse circo montado - interferência política na CBF, tentativa de afastar o técnico brasileiro, realização da Copa América durante a pandemia - Bolsonaro conseguiu o que mais queria: abafar a CPI da Covid dos noticiários. Essa enorme cortina de fumaça criada pelo governo federal visa tirar as atenções do Senado Federal onde o presidente só vêm "tomando goleada". O mais importante para você caro leitor, nesse momento, é botar a bola no chão, acalmar o jogo, e tentar passar a bola com paciência, afinal, Bolsonaro gosta de tumulto, e se deixar seu time jogar igual Libertadores, será difícil virar a partida.

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria