Rachadinha: Líder da bancada evangélica será julgado no STF
Processo ficou mais de dez anos em tramitação na PGR

O processo que acusa o deputado federal e pastor evangélico da igreja Assembleia de Deus, Silas Câmara, que é líder da bancada evangélica, por “rachadinha” fica cada vez mais perto de um desfecho.

A ação penal foi efetivada e o julgamento acontecerá em outubro, a primeira turma do STF terá a responsabilidade de julgar o processo.

De acordo com a Procuradoria-Geral da República, os crimes supostamente cometidos pelo deputado do Amazonas teriam ocorrido entre 2000 e 2011, com o total de desvios de quase R$ 145 mil.

O ensinamento nunca foi mais pertinente:

“Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores.” Mateus 7:15.

Contém informações da/o O Antagonista.
continua em outra matéria