PSOL enlouquece com PL de Holiday sobre fim das cotas raciais
A deputada federal Sâmia Bonfim (PSOL-SP) foi ao Twitter utilizando aquele discurso esquerdista vazio

O avanço do projeto de lei do vereador Fernando Holiday (Patriota) sobre o fim das cotas raciais em São Paulo já despertou a ira esquerdista.

A deputada federal Sâmia Bonfim (PSOL-SP) foi as redes sociais retweetar uma postagem esquerdista com um discurso vazio e que tenta colocar os negros como incapazes. Na mensagem retweetada pela parlamentar também há uma ameaça de invasão na Câmara dos Vereadores.

No entanto, vamos relembrar exatamente o que diz o projeto:

"Há alguns anos, foi instituída no Brasil urna política pública de cotas, que visa dar aos negros um percentual mínimo de aprovação em concursos públicos, a justificativa para tal medida seria aumentar a visibilidade dos negros e permitir a correção de injustiças históricas. Tal política é racista. Racismo constitui uma prática em que se dá a alguém determinados privilégios ou se nega a alguém certos direitos em função da sua cor de pele ou origem racial. Isto é, em síntese, exatamente o que esta política pública perversa faz: classifica as pessoas de acordo com a sua cor ou raça.
Que o Brasil teve um triste passado escravocrata, cujas marcas ainda são sentidas pela população negra - que em geral ocupa patamar sócio-econômico inferior ao do restante da população - é algo que não se nega. O que se nega, com veemência, é que as chagas do racismo poderão ser consertadas com outra política racista. Existe apenas uma forma de atingirmos a tão sonhada igualdade perante a lei, que é instituirmos um sistema realmente meritocrático, em que cada pessoa seja julgada de acordo com seu esforço e caráter, jamais pela sua cor de pele", diz o projeto de lei do vereador Fernando Holiday.

continua em outra matéria