PSL expulsa deputados Douglas Garcia e Gil Diniz
Ambos deputados são investigados no inquérito das fake news do STF e, também, afrontaram o estatuto do partido

Nesta quarta-feira (15), o Partido Social Liberal (PSL) expulsou os deputados estaduais Douglas Garcia (SP) e Gil Diniz (SP) da legenda por suposta disseminação de fake news e ataques a instituições democráticas, como o Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo a nota do partido, ambos deputados afrontaram o estatuto da sigla ao se manifestaram contra o STF e seus ministros. Tanto Gil Diniz, também conhecido como Carteira Reaça, como Doulgas Garcia são investigados no inquérito do STF sobre fake news.

"Em reunião do Conselho de Ética da executiva estadual do PSL em SP, foi deliberada a expulsão dos deputados estaduais Douglas Garcia e Gil Diniz, por práticas que afrontam o estatuto do partido, ao qual todos os filiados são submetidos, especialmente no que se refere ao seu artigo 7º do Código de Ética, que veda atividades políticas contrárias ao regime democrático, caracterizadas pela conduta dos dois deputados em manifestações que atentam contra o STF e seus ministros. Aos dois representados foi dado irrestrito direito de defesa, onde não negaram os fatos a eles imputados. O PSL tem, em seus princípios históricos, a defesa da democracia e o fortalecimento das instituições como fundamentos inalienáveis, pelos quais todos que optem por se filiar ao partido tem ciência clara e ampla", está escrito na nota do partido, assinada pelo deputado federal Junior Bozzella, Presidente do Diretório Estadual do PSL de São Paulo.

Continue lendo!

Contém informações da/o Valor Econômico.
continua em outra matéria