Presidente consulta Forças Armadas para conter "distúrbios sociais"
Jair Bolsonaro quer saber se há um contingente de militares preparados, caso crise da pandemia se agrave

A visita do presidente Jair Bolsonaro à cidade catarinense rendeu muitos assuntos. Durante seu discurso, ele disse ter pedido informações às Forças Armadas a fim de saber se o Brasil teria um contingente de militares preparados para conter "distúrbios sociais", caso a crise da pandemia agravar.

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Imagem: Marcos Corrêa/PR)

Além disso, o presidente afirmou não estar feliz em conceder auxílios emergenciais e disse:

"Gostaria que não fosse preciso, mas é para evitar um mal maior. Temo problemas sociais gravíssimos no Brasil, converso com as nossas Forças Armadas… Se eclodir isso pelo Brasil, o que vamos fazer? Temos efetivo para conter a quantidade de problemas que podemos ter? E outra. É uma explosão por maldade ou por necessidade? O que devemos fazer para evitar isso aí? Como preparar?".

Jair Bolsonaro disse novamente que o Exército não será usado para estabelecer medidas restritivas de circulação de pessoas e também instituir o lockdown.

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria