Petição contra taxação de livros atinge 1 milhão de assinaturas
Na última semana os internautas se manifestaram contra a medida usando a hashtag #DEFENDAOLIVRO

A proposta de reforma tributária do governo federal que prevê o fim da isenção de contribuição para livros gerou revolta nas redes sociais. Na última semana os internautas se manifestaram contra a medida usando a hashtag #DEFENDAOLIVRO. A mobilização contou com a participação de lideres políticos e artistas.

Pensando em maneiras sólidas de lutar contra a medida, um grupo de amigas se uniu para lançar uma grande petição, que em menos de uma semana já ganhou mais de 1.000.000 de assinaturas. A petição será usada para tentar barrar a medida.

Para aderir ao manifesto, basta acessar o site.

Enviada para análise do Congresso em julho, a primeira parte da reforma propõe a unificação da cobrança do PIS/Pasep e do Cofins em um novo imposto sobre valor agregado, com o nome de Contribuição Social sobre Operações com Bens e Serviços (CBS). A alíquota desse novo tributo seria de 12%, segundo o Ministério da Economia.

continua em outra matéria