Pandemia agrava drama de animais abandonados no Brasil
Cães e gatos são vítimas da crise financeira decorrente da COVID-19, do medo e da morte de seus tutores

Não são apenas os seres humanos que sofrem com a pandemia de COVID-19. No Brasil, grupos de proteção a acolhimento de animais registram um aumento dos casos de abandono, seja pela crise financeira que decorre da crise de saúde, seja pelo medo irracional de que os animais possam transmitir o vírus a humanos, ou pelo triste fato dos tutores morrerem em decorrência da doença.

Além de organizações não-governamentais de proteção aos animais, o Conselho Federal de Medicina Veterinária confirma o drama vivido por cães e gatos. É fato que no começo da pandemia houve maior procura por animais de companhia. Mas com o avanço da crise, das incertezas e dos problemas decorrentes do isolamento prolongado, o caminho agora se inverte, e os animais estão voltando aos abrigos e às ruas.

Entre as principais causas para o abandono, citadas por fundadores de entidades de proteção, estão:

  • Desemprego, que obrigou alguns tutores morar de favor com algum parente, em local onde não podem levar os bichinhos. Há também os casos de que ficou sem condições financeiras de prover as necessidades dos cães e gatos - que se comprometeram a cuidar quando adotaram, vale lembrar.
  • Medo irracional de contraírem o vírus, incentivado por notícias sobre animais que foram contaminados. Registra-se que não houve qualquer confirmação de que haja transmissão do vírus de cães e gatos para seres humanos. Logo, trata-se apenas de crueldade de pessoas que não sabem se informar direito.
  • Falecimento do tutor por COVID-19, levando familiares a procurar um lar para o animal, ao invés de acolhê-lo, desconsiderando que o bichinho sofrerá, além da perda de seu amigo, a perda de seu lar.

Outro dado preocupante, divulgado pela SaferNet Brail, é que durante o período de distanciamento, os maus tratos contra animais também aumentaram. Infelizmente, o isolamento social trouxe o pior de alguns seres ditos humanos à tona. Então, se você souber de algum caso de abuso contra animais, não hesite em denunciar.

E se conhecer alguma entidade que acolhe animais, e puder ajudar de alguma forma, faça. A pandemia impossibilita até mesmo a realização das tradicionais feiras de adoção, o que apenas agrava o drama de cães e gatos abandonados. Lembre-se: mesmo que o número de mortos e infectados por COVID-19 seja referente apenas a pessoas, não são apenas elas que acabam afetadas pela crise de saúde e financeira decorrente da pandemia.

Contém informações da/o BBC Brasil.
continua em outra matéria