Palacianos temem 'cartão vermelho' de Bolsonaro
O presidente proibiu sugerir congelamento de aposentadorias para bancar o Renda Brasil

Jair Bolsonaro (sem partido) teve que desistir de seu sonho populista que pretendia perpetuar seu cargo como chefe do executivo. Após a divulgação das concessões que teria de fazer para bancar o programa “Renda Brasil”, Bolsonaro retrocedeu e não irá criar mais o substituto do Bolsa Família.

Não obstante, Jair proibiu que os funcionários palacianos citem o “Renda Brasil”. Em coletiva do Ministério da Economia, o secretário de Política Econômica, Adolfo Sachsida, foi perguntado sobre o fim do debate em torno do programa de renda mínima.

“O presidente da República já se manifestou sobre o assunto e não cabe a mim tecer novos comentários. Obrigado”, declarou Sachsida.

Bolsonaro gravou um vídeo, irritado, em que promete “dar cartão vermelho” em quem sugerisse a ele congelamento de aposentadorias para incluir o programa no orçamento.

continua em outra matéria