"Não sou bolsonarista como dizem" afirma Luciano Hang
“Eu me envolvi para mudar isso e ajudar a reduzir a burocracia para não ficarmos à mercê de um burocrata”

Em entrevista à revista Veja publicada nesta sexta-feira (31), o dono da rede de lojas Havan disse que se considera um ativista e não um bolsonarista, disse também que luta por uma economia mais liberal. Hang foi peça chave para a eleição de Bolsonaro em 2018.

Luciano Hang e Jair Bolsonaro
Luciano Hang e Jair Bolsonaro (Reprodução: Twitter)

"Naquilo que o governo fizer certo, vou defendê-lo. Naquilo que fizer errado, vou criticá-lo", explicou o empresário, que foi uma das pessoas com contas bloqueadas pelo Twitter na semana passada, em decisão que faz parte do inquérito das fake News no STF.

"Sou um ativista, um patriota, querendo um país livre e com economia mais liberal", disse o empresário, que entrou no ano passado para a lista de bilionários da revista americana Forbes. Naquela época, ele tinha uma fortuna estimada em US$ 2,2 bilhões (R$ 11,3 bilhões).

 "Muitos empresários não se envolvem na política com medo de receber represália em qualquer órgão, seja municipal, estadual ou federal. Eu me envolvi para mudar isso e ajudar a reduzir a burocracia para não ficarmos à mercê de um burocrata", afirmou.

Contém informações da/o Veja.
continua em outra matéria