MP encontra milhões em espécie na casa de ex-Secretário da Saúde do RJ
Edmar Santos é investigado por irregularidades em contratos firmados durante a pandemia

Nesta sexta-feira (10), durante a Operação do Ministério Público que prendeu o ex-Secretário da Saúde do Rio de Janeiro, Edmar Santos, foram encontrados pelo menos R$ 5 milhões em espécie, em uma de suas casas, localizada em Itaipava, na Região Serrana. Santos é investigado por suspeita de irregularidades em contratos da área da Saúde durante da pandemia de COVID-19.

O ex-Secretário foi preso nesta manha, em Botafogo, Zona Sul do RJ, e conduzido à Cidade da Polícia e ao Instituto Médico Legal, sendo então levado para a Unidade Prisional da Polícia Militar, em Niterói, Região Metropolitana. Segundo o MPRJ, Edmar Santos pode responder por peculato e organização criminosa. Em áudio ao ex-Subsecretário, Gabriell Neves, que também está preso, ele chega a mandar criar uma "lista secreta" de fornecedores da Saúde.

"(…)Mapeia para mim todos os endereços de depósito de distribuidor de medicamento, distribuidor de material médico e distribuidor de equipamento aqui no Rio de Janeiro. Cara, todos esses endereços de depósito, deixa uma lista aí secreta contigo. Só eu e você vamos ter acesso a isso", orienta Santos a Neves. De acordo com as provas apresentadas, o ex-Secretário acertava previamente com as empresas interessadas quem seria contratado nos processos administrativos a serem abertos.

Também há suspeita de irregularidades em contratos firmados em caráter emergencial por conta da pandemia, como um referente a compra de respiradores, oxímetros e medicamentos, e outro de contratação de leitos privados. Foi gasto R$ 1 bilhão pelo Governo do RJ. Dos mil respiradores, foram entregues 52, e que não serviam para pacientes com COVID-19, e outros 97 chegaram no fim de junho, mas estão encalhados no terminal de cargas do Aeroporto Internacional Tom Jobim. As três empresas responsáveis pelos contratos também são investigadas

Contém informações da/o G1.
continua em outra matéria