Mereceu: estuprador que engravidou criança pega prisão por 44 anos
O caso havia ganhado repercussão nacional no ano passado pelo aborto realizado na vítima

Em São Mateus, no Espírito Santo, um homem foi condenado a 44 anos, três meses e cinco dias na prisão pela Justiça por estuprar e engravidar uma menina de dez anos. Ele tem 33 anos e era casado com a tia da vítima. A vítima foi abusada durante quatro anos.

Tio suspeito de estuprar sobrinha no ES
Tio suspeito de estuprar sobrinha no ES — Foto: Ari Melo/TV Gazeta

Como o processo seguia em segredo de Justiça, a condenação que fora expedida em 8 de fevereiro só foi tornada pública agora.

Indiciado pelos crimes de ameaça e estupro de vulnerável, o homem fugiu de São Mateus, mas foi preso dias depois em Betim (MG) e levado novamente ao Espírito Santo.

O juiz responsável pela sentença fixou o regime fechado para o cumprimento da pena e manteve a prisão preventiva - segundo o Tribunal de Justiça.

O caso repercutiu ano passado em âmbito nacional ao enfrentar militancias interferindo para que seu aborto autorizado pela Justiça, não ocorresse. Logo que a bolsonarista Sara Winter havia publicado nas redes sociais o nome da vítima e o local onde seria feito o procedimento. Feministas também se aproveitaram do caso para militarem sobre a legalização do aborto no país em frente ao hospital.

Contém informações da/o Folha.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria