Mercado mirou no liberalismo e acertou num Dilmo
Bolsonaro derreteu ações da Petrobras com suas declarações na live de ontem

Nos grupos de WhatsApp de executivos da Faria Lima, uma das frases mais repercutida foi “Bolsonaro dilmou”. Com um teor de decepção e ironia, empresários e banqueiros se referem assim à ameaça do governo Bolsonaro de intervir na política de preços de combustíveis da Petrobras.

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Divulgação/PR)

O presidente ficou incomodado com a alta nos preços dos combustíveis, que provocaram uma greve dos caminhoneiros no começo de fevereiro. Na live de quinta-feira, 18, prometeu zerar impostos federais que incidem sobre o diesel e o gás de cozinha e sugeriu uma interferência política na Petrobras.

"Eu não posso interferir nem iria interferir na Petrobras. Se bem que alguma coisa vai acontecer na Petrobras nos próximos dias. Você tem que mudar alguma coisa, vai acontecer", afirmou Bolsonaro.

Após isso, as ações da empresa estatal operaram em que nesta sexta. As declarações do presidente geraram incerteza por parte dos investidores com relação à possíveis mudanças na governança da petrolífera.

Não há mais dúvidas para o misterioso mercado: Bolsonaro não é e nunca foi liberal.

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria