Meirelles: "Não adianta só falatório, tem que privatizar mesmo"
O ex-ministro da economia comentou sobre as prioridades da agenda econômica do Congresso

Em entrevista ao Estadão, o ex-ministro da economia e atual secretário de Fazenda de São Paulo, Henrique Meirelles, deu a 'receita' para as prioridades da agenda econômica do Congresso Nacional no início desde ano marcado por incertezas que circulam na economia. Ele disse que "não adianta grandes planos, falatório. Tem que privatizar mesmo".

Henrique Meirelles - Reprodução: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

O ex-ministro inclui na lista a aprovação de uma reforma tributária bem feita, tendo como início o texto apresentado pelos estados, e uma reforma administrativa levada a sério para cortar as despesas. Ele ainda diz que "precisamos começar a amortizar a dívida".

Não há nada que discordar dele, pois precisamos de ação do governo e do parlamento para que haja uma verdadeira reação à crise econômica no nosso país. Necessitamos de privatizações e de reformas, e não de discursos tipo de Paulo Guedes para tentar agradar o mercado.

Enquanto o mundo está se preparando para o pós-pandemia, o Brasil parece ficar somente nas palavras e nada acontece. Chega de conversa e de promessa, vamos agir logo!

Contém informações da/o Estadão.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria