MBL preso amanhã?
Em entrevista à CNN, Kim esclarece dúvidas recorrentes sobre o financiamento do MBL

Na manhã desta sexta-feira (10), o Movimento Brasil Livre foi surpreendido por uma investigação na qual a Polícia Civil deflagrou uma operação de busca e apreensão na casa de dois empresários que foram, erroneamente, citados como integrantes do MBL.

O movimento, contudo, já destacou que Alessander Mônaco Ferreira e Carlos Augusto de Moraes Afonso (também conhecido como Luciano Ayan) - ambos alvos da investigação - não fazem parte do quadro de membros do grupo.

Em entrevista à CNN, o deputado federal e um dos líderes do MBL, Kim Kataguiri, esclareceu o ocorrido. Confira:

Kim destaca que o financiamento do movimento vem por meio de doações de pessoas físicas, além de contar com o trabalho voluntário de coordenadores ao redor do Brasil.

Continue lendo!

continua em outra matéria