Irritado, Marco Aurélio interrompe entrevista após pergunta sobre ex-assessor
O ministro desligou a ligação na cara dos repórteres

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Marco Aurélio Mello encerrou abruptamente uma entrevista concedida por telefone à CNN Rádio na manhã desta terça-feira (13).

Ao ser questionado sobre a soltura do narcotraficante André do Rap, Marco Aurélio afirmou que não arrepende-se da decisão: "Cumprir a lei não causa arrependimento", disse o ministro.

O decano afirmou ainda que apenas cumpre o que foi aprovado e que não interpretou a lei por se tratar de um "preceito claro".

Entretanto, ao ser questionado sobre a origem do pedido de soltura do traficante, Marco Aurélio demonstrou-se consternado e desligou o telefone na cara dos repórteres.

"Ministro, o senhor sabia que o escritório de um ex-assessor do senhor estava por trás, é o autor do pedido de soltura do André Oliveira Macedo, e sabedor deste tema, o senhor teria admitido...", perguntava a repórter da CNN no momento em que Marco Aurélio a interrompeu, afirmando ser "uma injúria" e decretando: "Acabou a entrevista!"

continua em outra matéria