Lula não esconde ‘bolsopetismo’ e defende Bolsonaro
O petista acusou o Sergio Moro de "pirotecnia" em denuncia contra o presidente

O ex-presidiário Luiz Inácio Lula da Silva expôs aquilo que todos já imaginavam: o bolsopetismo é real. Um dia após ser denunciado pela quarta vez na Lava Jato, por lavagem de dinheiro em doações recebidas da Odebrecht, o petista defendeu Jair Bolsonaro e atacou Sergio Moro.

Durante uma entrevista virtual a blogueiros de esquerda, Lula chamou Moro de “desequilibrado” e “medíocre”, além de acusar o ex-ministro de ter criado “pirotecnia” quando pediu demissão e acusou Bolsonaro de ter tentado interferir na Polícia Federal.

“Ele (Moro) poderia ter demonstrado seriedade quando virou bolsonarista. Ele é tão medíocre que quando sai, ele tenta criar mais uma pirotecnia com o apoio da Globo: ‘Ah, eu vou sair porque o Bolsonaro quer indicar o diretor-geral da Polícia Federal’. É importante lembrar que o presidente da República tem o direito de indicar o diretor da Polícia Federal, sim. Eu indiquei duas vezes e nunca pedi nem orientei porque eles têm autonomia. E por que o Moro achava que ele podia e o Bolsonaro não podia? Tenta ganhar a opinião pública mentindo outra vez”, declarou o petista.

continua em outra matéria