Kim quer incluir Banco do Brasil no plano nacional de desestatização
Kataguiri pretende desmistificar a falácia de que "o congresso não deixa privatizar"

O deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) quer incluir o Banco do Brasil no programa nacional de desestatização para, segundo ele, “evitar que daqui a 20 anos” o ministro da Economia Paulo Guedes “dê palestras dizendo que não privatizou porque ‘o Congresso não deixou’.

(Imagem: Reprodução/Câmara) Kim Kataguiri

Guedes é totalmente capacho desse governo que de liberal, não tem absolutamente nada. Um exemplo é o projeto do filhinho do presidente que visa controlar as empresas "big techs" como o Facebook, o que bate com recentemente Bolsonaro estar reclamando de que está sendo censurado juntamente aos seus apoiadores.

Em sua conta no Twitter, Kataguiri explicou sobre sua decisão:

No dia 5 de fevereiro o STF entendeu que a lei do Plano Nacional de Desestatização bastava como autorização do congresso para que o governo privatize a grande maioria das estatais.

Ou seja, a ladainha bolsonarista de que "o congresso não deixa privatizar" caiu por terra uma vez que o congresso já deu essa autorização em 1997.

A lei exclui algumas estatais que tem suas funções garantidas pela constituição. Todavia, essas, ainda que importantes, representam um número pequeno.

Não vejo motivo para que o Banco do Brasil não esteja no plano nacional de desestatização e por isso decidi entrar com um projeto para incluí-lo. Se o governo não se movimenta, decidimos dar um "empurrãozinho".

Contém informações da/o Folha.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria