Huck e Moro para eleição de 2022 é confimado por Mandetta
Ex-ministro confirma articulação para possível chapa em 2022

O ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta confirmou que articula com o apresentador Luciano Juck e com o ex-ministro da Justiça Sergio Moro para construir uma candidatura à presidência nas eleições de 2022.

Luiz Henrique Mandetta
Luiz Henrique Mandetta (Wagner Pires/Futura)

Ele evitou responder quem estaria na cabeça da chapa, e ressaltou que o momento é de unificar os discursos e contou à entrevista concedida à coluna do jornalista Chico Alves, do portal UOL:

Ajude a manter o MBL na luta!

Nomes (de quem estará no comando da chapa) mais à frente, agora é identificar pontos de convergência”

Filiado ao DEM, Mandetta se esquivou de taxar essa articulação como uma alternativa de centro diante de uma tentativa de reeleição de Bolsonaro:

“A ideia é um projeto para uma nação que consiga aglutinar o país em um grande escopo político”

Quanto ao apresentador Huck, ele afirmou que pode ser muito útil ao projeto:

“Todo brasileiro pode e deve contribuir, ele tem um grande 'observatório nacional'. Ajuda muito.”

Além dos três, uma possível frente de centro-direita contaria com o nome de João Doria (PSDB), governador de São Paulo, desafeto declarado de Jair Bolsonaro.

O jornal A Folha revelou que, em outubro, Moro teve a mesma conversa com Huck. Doria havia falado sobre o tema com o apresentador da TV Globo em um jantar em Davos, na Suíça, durante a edição de janeiro passado do Fórum Econômico Mundial, segundo a reportagem.

Aliados de Doria acreditam que a frente é inevitável, já que Bolsonaro lidera as pesquisas de opinião atualmente. Além disso, eles consideram risco de organização na esquerda.

Contém informações da/o Yahoo Notícias.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria