Há "desmanche do arcabouço anticorrupção" no Brasil
É o que dizem os relatórios da Transparência Internacional

A Transparência Internacional divulgou dois relatórios na última terça-feira (13), que descrevem um “progressivo desmanche do arcabouço legal e institucional anticorrupção que o Brasil levou décadas para consolidar”.

Um deles avalia a implementação da Convenção sobre o Combate à Corrupção de Funcionários Públicos Estrangeiros em Transações Comerciais Internacionais, tratado assinado pelo Brasil em 2000.

O outro faz uma atualização dos “retrocessos legais e institucionais para a luta contra a corrupção no Brasil, que foram observados nos últimos 12 meses”.

No documento, diz que houve “recrudescimento da ingerência política e perda de autonomia de órgãos cruciais para o enfrentamento da corrupção, como a Procuradoria-Geral da República, a Polícia Federal e o próprio Supremo Tribunal Federal”. E também cita que “Os graves retrocessos no combate à corrupção no Brasil frustram os esforços das instituições nacionais e as expectativas da sociedade brasileira, fazendo soar um alarme na comunidade internacional sobre o descumprimento do país de obrigações assumidas.”

Contém informações da/o O Antagonista.
continua em outra matéria