Guedes confirma Eletrobras e Correios na lista de privatizações em 2020
A venda das estatais poderá gerar R$ 222 bilhões de lucro aos cofres públicos

Na noite desta terça-feira (11), durante uma coletiva de imprensa, o ministro da Economia, Paulo Guedes, anunciou quais estatais que poderão ser privatizadas em breve.

Segundo o ministro, as empresas pretendidas são "Eletrobras, PPSA [Pré-Sal Petróleo S.A.], Correios e Docas de Santos [Companhia Docas do Estado de São Paulo]".

No início de julho passado, Guedes havia anunciado "quatro grandes privatizações em 60 a 90", mas se recusou a revelar quais estariam no plano. Ele defendeu que a agenda de privatizações continuará após as duas recentes baixas na pasta - os secretários especiais de Desestatização e Privatização, Salim Mattar, e o de Desburocratização, Gestão e Governo Digital, Paulo Uebel.

Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos - 5 BILHÕES
Eletrobrás - 16 BILHÕES
Porto de Santos (SP) - 1 BILHÃO
Pré-Sal - 200 BILHÕES

Ao todo, a venda das quatro estatais poderá gerar R$ 222 bilhões de lucro aos cofres públicos, o que representaria aproximadamente 3,1% do Produto Interno Bruto brasileiro (PIB).

continua em outra matéria