Governo nega mexer nos benefícios de idosos e de pessoas com deficiência
Segundo informação do site oficial do Governo, o decreto ampliaria direitos

O presidente da República Jair Bolsonaro não gostou nem um pouco de ouvir afirmações que tomaria medida acerca de restringir os direitos aos idosos e às pessoas com deficiência e que, para levar adiante o Renda Brasil, teria de congelar aposentadorias e o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Em nota divulgada no site do Governo Federal no início desta tarde (15), os Ministérios da Cidadania, da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia e o INSS fizeram o seguinte esclarecimento:

“Em momento algum o Governo Federal cogitou restringir direitos aos idosos e pessoas com deficiência. Diferentemente disso, o decreto que está sendo gestado, pelo Governo, em conjunto com o Congresso Nacional e a sociedade civil, amplia direitos, adequa a legislação ao que tem de mais moderno no Mundo e inclui mais pessoas dentre os elegíveis”.

Ainda no comunicado, reforçaram que o Governo não se afastaria daqueles que mais precisam, além de manter o compromisso de estender os direitos de cada um.

Contém informações da/o Governo Federal.
continua em outra matéria