Fim das cotas raciais avança em SP com PL de Holiday
O vereador teve que entrar até em obstrução para conseguir esta vitória

O projeto de lei do vereador Fernando Holiday (Patriota) que acaba com as cotas raciais em São Paulo avança na Câmara Municipal.

Mas a luta foi grande para chegar até aqui. O PL foi aprovado na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) na semana passada, porém, foi rejeitado no plenário.

Para evitar que o seu projeto fosse para o arquivo, o vereador entrou com um recurso e fez obstrução, conseguindo então com que o fim das cotas raciais volte a tramitar na Câmara dos Vereadores.

"Há alguns anos, foi instituída no Brasil urna política pública de cotas, que visa dar aos negros um percentual mínimo de aprovação em concursos públicos, a justificativa para tal medida seria aumentar a visibilidade dos negros e permitir a correção de injustiças históricas. Tal política é racista. Racismo constitui uma prática em que se dá a alguém determinados privilégios ou se nega a alguém certos direitos em função da sua cor de pele ou origem racial. Isto é, em síntese, exatamente o que esta política pública perversa faz: classifica as pessoas de acordo com a sua cor ou raça.
Que o Brasil teve um triste passado escravocrata, cujas marcas ainda são sentidas pela população negra - que em geral ocupa patamar sócio-econômico inferior ao do restante da população - é algo que não se nega. O que se nega, com veemência, é que as chagas do racismo poderão ser consertadas com outra política racista. Existe apenas uma forma de atingirmos a tão sonhada igualdade perante a lei, que é instituirmos um sistema realmente meritocrático, em que cada pessoa seja julgada de acordo com seu esforço e caráter, jamais pela sua cor de pele", diz o projeto de lei do vereador Fernando Holiday.

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria