Fabrício Queiroz começa a falar em depoimento
O ex-assessor de Flávio Bolsonaro falou sobre suposto vazamento de informações sobre investigação

Depois de ficar mais de um ano fugindo de depoimentos, Fabrício Queiroz finalmente começou a falar à Polícia Federal nesta segunda-feira, 29. O ex-assessor de Flávio Bolsonaro afirmou que desconhece o suposto vazamento de informações da operação Furna da Onça que lhe atingiria no caso da "rachadinha", como foi denunciado pelo empresário Paulo Marinho.

O ex-policial foi preso preventivamente dia 19, a pedido do Ministério Público do Rio, na Operação Anjo (referência ao advogado dos Bolsonaro, Frederick Wassef). Preso em Bangu 8, Queiroz foi ouvido na tarde de hoje pelo delegado da PF no Rio, Jaime Cândido, por meio de videoconferência.

Em seu depoimento, o ex-assessor negou ter conhecido irregularidades sobre esse assunto e disse que nunca teve informações antecipadas de investigações. Ele afirma que pediu para ser exonerado do cargo no gabinete de Flávio na Alerj, pois estaria "cansado" de ser assessor político e iria cuidar de problemas de saúde.

continua em outra matéria