Eleito, Marlon do Uber será um vereador youtuber
Dono do canal sobre motorista por aplicativo é eleito em São Paulo

Marlon do Uber - como ficou conhecido Marlon Luz, eleito vereador com 25.643 votos pelo Patriota em São Paulo quer melhorias para a categoria daquela que virou sua profissão principal: motorista de aplicativo.

Marlon do Uber, o motorista de aplicativo eleito para a Câmara Municipal de SP
Marlon do Uber, o motorista de aplicativo eleito para a Câmara Municipal de SP Imagem: reprodução/Folha

O canal de Youtube “Uber do Marlon”, acabou por torná-lo conhecido, agora com 611 mil inscritos. Seu vídeo mais popular é uma pegadinha em que pilota uma Ferrari para buscar passageiros e possui mais de sete milhões de visualizações. Outro vídeo de grande alcance tem Marlon respondendo se seu primeiro ano como motorista de Uber valeu a pena com mais de três milhões de vezes.

Quando perguntado se vai continuar sua carreira como youtuber pela Folha, ele respondeu:

“Creio que não vou conseguir fazer as duas coisas ao mesmo tempo, vou ter que focar. Poder, pode. Só que é difícil se dividir. Provavelmente o teor do meu canal vai mudar para a atividade legislativa”

E sobre seus planos para a atuação no plenário, ele disse:

“Se depender de mim, quero mexer na categoria dos táxis, desburocratizar. Quanto maior a concorrência, melhor. Hoje, o aplicativo não disputa o profissional e acaba gerando baixos pagamentos.”

“Meu objetivo é chamar mais aplicativos, quero aplicativo de tudo. Se tiver aplicativo de foguete, eu chamo. Sou da área de TI, quero mais é que esse empreendedorismo digital tenha mais soluções de mobilidade. Os patinetes vieram e foram embora, e isso me entristece, porque acho que tem que ter muito mais coisas desse tipo na cidade”

Dentre suas pautas está a da isenção do rodízio municipal de veículos e a da cobrança de Zona Azul para motoristas de aplicativos.

Ele também espera eliminar a necessidade de que os carros andem com os adesivos que identificam os aplicativos dentro dos quais prestam serviço colados ao para-brisa. Segundo ele, a medida expõe os profissionais a riscos de assalto, já que criminosos entendem que pode haver com eles algum tipo de dinheiro.

Contém informações da/o Folha.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria