Einstein desmente declaração do Ministério da Saúde
O hospital já havia afirmado que retirou a cloroquina do seu protocolo

Após Élcio Franco, do Ministério da Saúde, afirmar, na última segunda-feira (29), que o hospital Albert Einstein havia recuado de sua decisão de descartar a cloroquina para o tratamento da Covid-19. Procurado pela imprensa, o hospital soltou uma nota desmentindo o funcionário bolsonarista.

O Albert Einstein reafirmou que a cloroquina foi retirada de seu protocolo depois do alerta das autoridades americanas sobre seus efeitos colaterais e, sobretudo, sobre sua ineficácia.

Na sexta-feira, o hospital Albert Einstein já havia divulgado uma nota em que informava que estava recomendando aos seus médicos que não prescrevessem medicamentos a base de cloroquina para o tratamento da Covid-19 por conta da falta de evidências científicas sobre a eficácia da substância. A recomendação ocorreu após a agência norte-americana que regula alimentos e medicamentos, o FDA, revogou a autorização do uso da cloroquina no tratamento da Covid-19.

Ao responder a questão, Élcio Franco disse que o hospital teria recuado sobre a não-utilização da cloroquina. "Creio que a sua informação está equivocada. Já houve um desmentido do próprio Albert Einstein quanto ao uso da cloroquina", disse Franco.

Continue lendo!

continua em outra matéria