Eduardo condenado a pagar R$ 30 mil a repórter da Folha
O deputado afirmou, em live, que a jornalista "tentava seduzir" para obter informações

O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) foi condenado na Justiça a indenizar a jornalista Patrícia Campos Mello, da Folha de São Paulo, em 30 mil reais por danos morais.

Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro (Jorge William/O Globo)

O juiz Luiz Gustavo Esteves, da 11ª Vara Cível de São Paulo, decidiu nesta quarta-feira, 20, condenar o parlamentar e ainda determinar o pagamento de custas processuais e honorários advocatícios no valor de 15% da condenação.

Patrícia entrou com processo após ataque, com ofensa de cunho sexual, feito numa live e em publicação em rede social. O filho presidencial afirmou que a jornalista “tentava seduzir” para obter informações que fossem prejudiciais ao seu pai, Jair Bolsonaro.

Na sentença, o juiz afirma que Eduardo, "ocupando cargo tal importante no cenário nacional e sendo filho do presidente da República, deve ter maior cautela nas suas manifestações, o que se espera de todos aqueles com algum senso de responsabilidade para com a nação".

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria