Donos e funcionários da cervejaria Backer viram réus pela Justiça
Eles são acusados por adulteração de bebidas

Nesta sexta-feira (16), o juiz Haroldo André Toscano de Oliveira, da 2ª Vara Criminal de Belo Horizonte, recebeu a denúncia contra os dez sócios e funcionários da cervejaria Backer por participação na adulteração de bebidas que resultou em dez mortes e deixou outras 16 pessoas com lesões graves.

De acordo com o portal G1, os três donos da empresa se tornaram réus por adulteração de bebidas alcoólicas, perigo comum e crimes descritos no Código de Defesa do Consumidor.

Ajude a manter o MBL na luta!

Tem sete engenheiros e técnicos responsáveis pela fabricação das bebidas e vão responder também por lesão corporal grave e gravíssima, homicídio culposo, além de crimes imputados aos sócios.

Além do recebimento da denúncia do MPMG que ocorreu no último dia 8, o magistrado suspendeu a decisão que decretou sigilo no processo.

Segundo a justiça, o próximo passo é receber a defesa dos suspeitos por escrito. O prazo para é de dez dias depois de cada um deles receber a citação.

Contém informações da/o O Antagonista e G1.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria