Diretora da Eletrobras reage à fala recente de Bolsonaro
O presidente gerou reação da diretora da companhia após dizer que iria "meter o dedo na energia elétrica"

Depois que o presidente Jair Bolsonaro causou polêmica ao anunciar a troca do presidente da Petrobras, ele disse que iria "meter o dedo na energia elétrica" também. A declaração gerou desconforto e reação da diretora da área financeira e de relação com investidores da Eletrobras, Elvira Cavalcanti.

A diretora enviou uma carta ao Ministério de Minas e Energia pedindo explicações sobre a fala do presidente, "Vamos meter o dedo na energia elétrica, que é outro problema também", quando afirmou interferir no setor elétrico.

Conforme colocação de Elvira, a Eletrobras tem ações nas bolsas de valores de São Paulo, Nova York e Madri e as informações divulgadas e consideradas relevantes sobre a companhia devem obedecer critérios de mercado, visto que o governo federal é o principal acionista da Eletrobras.

Ela escreveu:

"Solicitar que seja comunicado formalmente a esta companhia se as notícias em referência são verdadeiras e/ou se existem estudos ou informações ou aprovações internas e externas a respeito do processo que devem ser divulgadas ao mercado, por meio de Fato Relevante".

Além disso, em trecho da carta, a diretora completou:

"Esclarecemos que a Instrução 358/2002 da Comissão de Valores Mobiliários — CVM, e suas alterações, bem como a Política de Divulgação e Uso de Informações Relevantes das Empresas Eletrobras, estabelecem o dever de sigilo relativo a ato ou fato relevante aos quais determinadas pessoas tenham acesso privilegiado em razão do cargo ou posição que ocupam, até sua divulgação ao mercado".

Contém informações da/o G1 Notícias.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria