Decotelli foi reprovado em doutorado, diz reitor argentino
Em seu currículo, Decotelli afirma que possui doutorado na Universidade de Rosário

Nesta sexta-feira (26), o reitor da Universidade Nacional de Rosário, Franco Bartolacci, afirmou que o novo ministro da Educação, Carlos Alberto Decotelli, foi reprovado no doutorado na universidade argentina.

Mais cedo, Bartolacci informou ao presidente Jair Bolsonaro que Decotelli não possui doutorado, diferente do que consta em seu currículo e em outros plataformas do governo.

"Precisamos esclarecer que Carlos Alberto Decotelli da Silva não obteve @unroficial, o doutorado mencionado nesta comunicação", escreveu o reitor no Twitter.

Segundo o informado pelo argentino, a tese do novo ministro recebeu parecer desfavorável ainda na fase escrita. Portanto, ele nunca defendeu sua tese em banca, a chamada fase oral.

Em seu currículo, o novo ministro da Educação afirma que realizou doutorado de Administração na universidade argentina entre 2007 e 2009. Segundo ele, o título da tese defendida foi "Gestão de Riscos na Modelagem dos Preços da Soja" e seu orientador foi o Dr. Antonio de Araujo Freitas Jr.

Contém informações da/o O Antagonista.
continua em outra matéria