Condenação de Maria do Rosário contra Gentili é anulada
Vitória da liberdade de expressão

O humorista Danilo Gentili foi condenado por injúria contra a deputada federal Maria do Rosário em 2019. Ele pôde recorrer da sentença em liberdade e a decisão da Segunda Turma do Juizado Especial da Justiça Federal de São Paulo anulou por unanimidade a condenação imputada ao processo.

Danilo Gentili
Danilo Gentili (Divulgação)

Danilo havia postado em seu Twitter em 2016 várias afirmações suas sobre o comportamento da parlamentar. Também, houve a cena gravada em vídeo onde o humorista ao receber uma notificação extrajudicial sobre a situação, ele brinca de esconder as duas primeiras e duas últimas letras da palavra 'deputada', formando 'puta', falando: "Esta senhora... o que ela é?". Depois rasga o ofício, esfrega em suas partes íntimas e recoloca o conteúdo de volta no envelope para devolver escrito "com cheirinho especial".

O advogado Rogério Cury explicou:

"Entendo que o órgão ao acatar a tese da defesa e anular a condenação, por violação à Constituição Federal foi correto e necessário. A liberdade de expressão, de humor e crítica, são saudáveis ao exercício da cidadania, a evolução da sociedade e não podem ser criminalizados, em especial em um estado Democrático de Direito".

Contém informações da/o JC Uol.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria