Combate a incêndios no Pantanal e na Amazônia é suspenso
O ministro do Meio Ambiente pediu a interrupção dos trabalhos

Na quarta-feira (21), o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, mandou suspender o combate a incêndios feito pelos brigadistas no Pantanal e na Amazônia.

Segundo Salles, a interrupção dos trabalhos foi devido à falta de recursos ao IBAMA. O ministro não teria comunicado o ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Em trecho do documento assinado pelo chefe do Centro Especializado Prevfogo, Ricardo Vianna Barreto, determina que: "o recolhimento de todas as Brigadas de Incêndio Florestal do IBAMA para as suas respectivas Bases de origem, a partir das 00h00 (zero hora) do dia 22 de outubro de 2020, onde deverão permanecer aguardando ordens para atuação operacional em campo".

Em reunião do Comitê Interministerial sobre Mudanças do Clima, em que as pautas eram a repercussão negativa no exterior das queimadas e do desmatamento, assim como a cobrança de investidores nacionais e estrangeiros, Salles não teria comunicado o ministro-chefe da Casa Civil, Walter Braga Netto, e o ministro da Economia, Paulo Guedes.

O vice-presidente da república, Hamilton Mourão, que é presidente do Conselho da Amazônia, afirmou não ter sido informado sobre a decisão.

Contém informações da/o Correio Braziliense e G1.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria