Câmara do DF concede título inédito a Abraham Weintraub
Ex-ministro da Educação é o primeiro brasileiro da história a receber a "honraria"

A CLDF (Câmara Legislativa do Distrito Federal) concedeu em votação unânime, nesta quarta-feira (12), o título de persona non grata ao ex-ministro da Educação Abraham Weintraub. O termo significa "pessoa não querida".

O título foi concedido ao ex-ministro após críticas de Weintraub a Brasília, durante a reunião ministerial do dia 22 de abril, que foi divulgada por decisão do ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), Celso de Mello.

A moção é de autoria do deputado distrital Chico Vigilante (PT), e versa sobre a "notória incompetência na condução das políticas educacionais" e "completa falta de educação e de respeito à democracia e às instituições".

"Não merece consideração desta cidade. Veio para trabalhar aqui, mas é incompetente, ingrato e mal educado. É persona non grata", afirmou o petista.

Outras três pessoas receberam o título por parte da CLDF: Augusto Pinochet (ditador chileno) em 1998, Jean Pierre Juneau (embaixador do Canadá que proibiu a importação de carne bovina brasileira) em 2001 e George W. Bush (ex-presidente dos Estados Unidos) em 2003.

continua em outra matéria