Boulos não quer ser sombra de Lula
Relação amistosa de ambos não pressupõe união para 2022

As figuras da esquerda Guilherme Boulos (PSOL) e o ex-presidente Lula demonstram uma relação amistosa, porém nenhum deles quer abrir mão de futura disputa política em 2022.

Lula e Guilherme Boulos
Lula e Guilherme Boulos (Imagem: Ricardo Stuckert/Divulgação)

A avaliação que chega a Lula é que Boulos tem "luz própria". No entanto, lideranças do PSOL aconselham Boulos a não "virar sombra" de Lula e do PT.

Um grupo ligado ao PT até tenta estimular uma chapa PT-PSOL ao governo do Estado de São Paulo, a qual uniria Fernando Haddad e Boulos. Porém, o orgulho do psolista não incentiva tal conjunção:

"Não tem muita lógica. O Boulos ganhou uma projeção nacional. O PSOL, como partido, precisa ser prestigiado por isso", disse o deputado federal, Ivan Valente.

É engraçado o modo como a esquerda tenta encontrar uma alternativa ou viabilizar sua candidatura em 2022. A verdade é que ninguém quer se manter na sombra de ninguém.

Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria