Bolsonaro: "Peguei mofo no pulmão"
Mais uma evidência das maravilhas da cloroquina?

Durante sua famosa "live das quintas" de hoje (30), que contou com o retorno do Sanfoneiro da República, o presidente Jair Bolsonaro confidenciou que fez um exame de sangue pois estava se sentindo fraco.

Em uma tentativa de "justificar" o início do tratamento com antibióticos, o presidente afirmou que teria "pegado mofo no pulmão" por ficar 20 dias dentro de casa, enquanto cumpria quarentena após contaminação com Covid-19.

"Depois de 20 dias dentro de casa, a gente pega outros problemas. Eu peguei mofo, né? Mofo no pulmão", disse o presidente.

Confira o trecho:

É evidente que, caso o presidente tenha uma infecção pulmonar, se trataria de uma complicação da Covid-19, e não resultado da quarentena. Afinal, quantos brasileiros passaram bem mais de 20 dias em casa e não desenvolveram um "mofo espontâneo e independente"?

E pensar que é esta pessoa, com um raciocínio tão raso, quem influencia milhares de brasileiros a tomarem um medicamento sem evidências científicas de eficácia - e que, aparentemente, não preveniu o "mofo".

continua em outra matéria