Bolsonaro insinua que isolamento é postura de "frouxo"
A Covid-19 já provocou 337.364 mil de mortes no Brasil até o momento

O presidente Jair Bolsonaro tornou a criticar as medidas de isolamento social em visita à cidade de Chapecó, no estado de Santa Catarina. A declaração foi feita um dia depois do novo recorde de mortes pela doença Covid-19 no país, com 4.195 mortes registradas em 24 horas.

Jair Bolsonaro
Jair Bolsonaro (Imagem: Isac Nóbrega/PR)

Mais uma vez juntou religião com política e citou um provérbio bíblico, referindo-se à questão do distanciamento social: "se te mostrares frouxo no dia da angústia, sua angústia será pequena".

Bolsonaro continuou:

"Liberdade acima de tudo: a nossa liberdade é maior que a nossa própria vida. Todos nós já decidimos alguma coisa ao longo da nossa vida: um casamento, um filho, um pedido de demissão. Seja lá o que for, tivemos que decidir. E pior que uma decisão mal tomada é uma indecisão".

Além disso, ele afirmou que "não podemos ficar em casa ad eternum, esperando que a solução caia do céu. Lamentamos as mortes. É como em um campo de batalha. Se nada fizermos, seremos derrotados".

O presidente da República parece viver em uma realidade paralela, minimizando a gravidade da Covid-19, que provocou 337.364 mil de mortes no Brasil até o momento.

As decisões mal tomadas foram a do governo Bolsonaro, sabotando a evolução do estudo de uma vacina, além de sua aquisição, e desinformando acerca das normas restritivas contra o novo coronavírus. É tardio expressar alguma lamentação. Lamentar todos lamentam diante do atual número de óbitos. Nenhum brasileiro quer ficar para sempre dentro de casa, muito menos morrer. Como o chefe do Executivo agiu na contramão de combater a pandemia, realmente, o país se encontra derrotado, sem vacinas suficientes para sanar o descontrole de contágio.

Contém informações da/o O Antagonista.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria