Aliado de Lira devolve trator do Bolsolão
Depois do Mensalão, tratores é a nova moeda de troca do atual governo

Em Junqueiro, cidade natal do pai do presidente da Câmara dos Deputados, semanas antes das eleições municipais de 2020, o prefeito Carlos Augusto (MDB) anunciou a chegada de um trator agrícola e de uma retroescavadeira na cidade. Augusto concorria à reeleição do mandato, apoiado por Arthur Lira (Progressistas-AL). Porém, depois de 28 anos de domínio do grupo de Lira, a oposição venceu a disputa.

Arthur Lira
Arthur Lira (Imagem: Reprodução/Estadão)

Lira esteve na cidade poucos dias antes da eleição e pediu votos ao aliado. Além disso, ele comentou sobre a chegada das máquinas:

"É para cuidar de botar trator para gradear a terra do pequeno produtor, é para cuidar da agricultura familiar. A prefeitura tem que cuidar de quem precisa. Quem não precisa sai da frente. Fica de lado um pouquinho, e vota no Carlinhos".

A Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), à frente da administração de Barra de São Miguel, foi responsável pela entrega das máquinas. Quando o novo prefeito Leandro Silva (PTB) assumiu o cargo, os equipamentos haviam sido devolvidos à Codevasf, mas Silva pediu as máquinas de volta.

De acordo com a planilha secreta do governo, o presidente da Câmara direcionou R$ 114,6 milhões para obras, compras de tratores e máquinas pesadas.

O presidente que mais expandiu a Codevasf, que já é chamada de "estatal do Centrão", foi Jair Bolsonaro. O fato mostra que a compra de tratores por meio da estatal é moeda fácil de troca de apoio ou de votos.

Contém informações da/o Estadão.
Você está sendo roubado! O sistema usa o seu dinheiro, abusa de privilégios e cria leis para se blindar. O MBL vai na contramão desse sistema, lutando contra o Foro Privilegiado, Fundão e na defesa da prisão em segunda Instância e reformas. A batalha é desequilibrada, nós só podemos contar com você. Doe para o MBL clicando aqui.
continua em outra matéria