fbpx
Politica Regional
Tribunal de Contas do Estado notifica Câmaras de Vereadores da região

O TCE (Tribunal de Contas do Estado) notifica que devoluções sistemáticas do orçamento ao Executivo gera suspeita.

05/03/2019 15h14

Foto Márcio Colombo

O TCE (Tribunal de Contas do Estado) notifica que devoluções sistemáticas do orçamento ao Executivo gera suspeita.

Já está virando tradição na região o presidente o legislativo no final do ano anunciar devoluções milionárias ao poder executivo. Em Santo André, por exemplo, no último ano foi devolvido aproximadamente 13 milhões de reais de um total aproximado de 63 milhões de orçamento.

A noticia que parece boa, aos olhos do TCE (Tribunal de Contas do Estado) pode estar relacionado ao mau uso do orçamento disponível, bem como conivência com falhas administrativas das prefeituras. A explicação é que o dinheiro que é direcionado para cobrir as despesas do poder legislativo acaba sendo usado para cobrir as despesas do paço.

O Fato de Santo André é curioso, pois o prédio está visivelmente precisando de manutenção em sua infraestrutura, fiação antiga exposta, teto desabando, ar condicionado antigo, dentre outros pontos que estão precários pela falta de manutenção no tempo. Mesmo perante tal situação de conservação, os últimos presidentes não se preocuparam em primeiro cuidar de sua casa para depois repassar eventuais sobrar, simplesmente ignoraram a conservação predial e se preocuparam em devolver o máximo possível ao Executivo.

Em São Bernardo também ocorreram devoluções expressivas, assim como em outras cidades da região Tal comportamento virou praxe. Justamente por isso o TCE demandou explicações.