fbpx
Justiça
TRE concede efeito suspensivo e vereador Cristófaro permanece no cargo

O vereador obteve liminar no recurso no TRESP para suspender os efeitos da decisão de sua cassação

19/02/2019 11h06

Reprodução: site

O vereador obteve liminar no recurso no TRESP para suspender os efeitos da decisão de sua cassação

Camilo Cristófaro (PSB) interpôs recurso ao Tribunal Superior Eleitoral contra o acórdão do Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo que manteve a condenação por fraude em doações eleitorais durante a campanha em 2015 e a cassação do mandato de vereador.

O vereador requereu no recurso a suspensão dos efeitos condenatórios até o julgamento pelo Tribunal Superior Eleitoral. Conforme noticiado em primeira mão por Leandro amaral do RD, o Presidente do Tribunal Regional que realiza uma análise prévia recursal antes da remessa ao TSE acolheu o pedido, apresentado os seguintes fundamentos (Processo RE Nº 0001795-50.2016.6.26.0001):

Com a decisão, o vereador consegue se manter no cargo provisoriamente, ou seja, até o julgamento do recurso no TSE.

O caso tem relação com a política da cidade vizinha São Caetano do Sul, pois o prefeito Auricchio e seu vice-prefeito Vigoski enfrentam acusações semelhantes e seus partidos PSDB e PSB eram coligados durante a campanha.

Há investigações relacionadas a mesma doadora do vereador de São Paulo e processo em que se apura a irregularidade em doação no valor de R$ 350 mil à campanha por doadora pensionista do INSS está apenas aguardando a sentença, o poderia resultar na cassação do mandato e inelegibilidade do prefeito e seu vice.

Correspondente do MBL News no ABC.