fbpx
Ministério Público Federal
OAS delata R$ 12 milhões em propina na gestão Luiz Marinho (PT) em São Bernardo

Relator delatou propinas que variavam entre 200 mil a 1 milhão de reais a agentes públicos de SBC

29/08/2019 15h36

SÃO BERNARDO DO CAMPO – José Ricardo Breghirolli, ex-superintendente administrativo e apontado como chefe do Departamento de Propinas da OAS, afirmou em acordo de delação premiada desvios de, pelo menos, 12 milhões de reais em propinas relacionadas às contratações de obras pela Prefeitura de São Bernardo do Campo na gestão do petista Luiz Marinho entre 2009 e 2016.

Em depoimento ao Ministério Público Federal (MPF), Breghiolli afirmou que entre 2010 e 2014, efetuou pagamentos entre 200 mil a 1 milhão de reais a agentes públicos da cidade oriundos do caixa 2 da OAS.

Homologada em abril pelo ministro Edson Fachin do Supremo Tribunal Eleitoral (STF), os nomes dos destinatários da propina estão sob sigilo.

O Piscinão do Paço Municipal – cuja construção começou em 2013 no governo do petista e foi inaugurada recentemente pelo atual prefeito – foi apontada pelo delator como a obra central do esquema de corrupção. A época, foi feito um consórcio formado pela OAS custando R$ 353 milhões.

A gestão Marinho (PT) assinou outros nove contratos com a empreiteira para obras de mobilidade e habitação. Através do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), estima-se que todos os contratos entre OAS e Prefeitura de SBC aproxima-se de 1 bilhão de reais. Devido ao acordo de delação premida, a empreiteira terá de devolver aos cofres da prefeitura 12 milhões de reais desviados dos contratos.

Em nota, Marinho afirmou que “desconhece a existência desse tipo de procedimento com agentes públicos durante seu governo” e que “nunca recebeu qualquer tipo de vantagem de empresas prestadoras de serviços no seu governo”.

(fonte: Estadão Conteúdo)

Ajude-nos a continuar nosso trabalho: contribua em: mbl.org.br/contribua

Todos os produtos do movimento no mesmo lugar: loja.mbl.org.br

Estudante de Letras, são-paulino, fã de System of a Down, devoto de São Dostoiévski (o maior escritor-filósofo do mundo). Intrínseco a mim: Política, Jornalismo, Filosofia e Sociologia. Sou MBL com muito orgulho.