fbpx
Sem categoria
Funcionários do Semasa entram em estado de greve

A decisão foi tomada esta semana entre funcionários da autarquia municipal e sindicalistas do SINDSERV Santo André.

19/04/2019 12h24

A decisão foi tomada esta semana entre funcionários da autarquia municipal e sindicalistas do SINDSERV Santo André.

Os funcionários do Semasa Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André) juntamente com o Sindserv (Sindicato dos servidores públicos) protocolaram na última quinta-feira (18) um ofício junto a prefeitura comunicando que permanecerão em estado de greve. O motivo alegado é zelar pelo bem dos 1.100 empregos pertencentes à companhia durante o período de negociação entre a prefeitura e a Sabesp (Companhia de Abastecimento do Estado de São Paulo). Também foi criada uma comissão que servirá para acompanhar essas negociações e repassar as informações aos funcionários em assembleias periódicas.

O estado de greve é uma condição onde os trabalhadores alertam previamente que a qualquer momento uma greve poderá ocorrer. Na próxima segunda-feira (22) uma reunião acontecerá na sede do sindicato, a partir das 18, entre a comissão, que possui 10 servidores públicos do Semasa, e membros do sindicato onde será discutido os próximos passos do movimento.

O semasa tem uma dívida de 3,4 bilhões com a Sabesp. Dívida essa que começou quando o ex-prefeito petista Celso Daniel resolveu pagar uma tarifa diferenciada pela água comprada junto a Sabesp. A prefeitura de Santo André estuda soluções para o problema. Parcelamento da dívida e concessão dos serviços de água e esgoto estão entre as possibilidades a serem avaliadas. Nada foi decidido até agora.

O MBL de Santo André já manifestou posicionamento favorável à concessão da SEMASA à iniciativa privada em audiência pública na Câmara Municipal de Santo André.

Fonte Reporter Diário / Colaboração Henrique Bravo