fbpx
Previdência
Auricchio critica proposta de reforma da previdência e que terá de trabalhar mais 2 anos

A declaração foi feita durante evento de anúncio dos resultados fiscais positivos da prefeitura de São Caetano

25/02/2019 21h51

A declaração foi feita durante evento de anúncio dos resultados fiscais positivos da prefeitura de São Caetano

Em anúncio na última quinta-feira, 21, o prefeito anunciou o resultado positivo das contas da prefeitura de São Caetano do Sul.

Uma declaração chamou atenção. Auricchio manifestou que discorda da proposta para reforma da previdência proposta pelo Governo federal.

Segundo o tucano [a reforma] “Foi drástica demais, principalmente pelos idosos e para as mulheres”. Porém, não houve detalhadamento e não indica um modelo viável. A peculiaridade da declaração é ser feita durante o anúncio de superávit da prefeitura, que é o principal objetivo para a União buscado pela reforma.

No entanto, Mais surpreendente foi a colocação do prefeito que disse: “Eu mesmo, vou ter que trabalhar mais dois anos por causa da transição”.

O exemplo não parece muito ilustrativo para a crítica à proposta de reforma, pois o prefeito não seria um idoso ou mulher afetados, além de ser um mandatário público , que se diz preocupado em ter de trabalhar mais dois anos.

A observação se aproximou mais de uma queixa do que uma crítica.



Correspondente do MBL News no ABC.