fbpx
Capital » São Paulo
Zeladoria 2020

Lei Orçamentária Anual prevê aumento substancial na área de zeladoria para o próximo ano

24/10/2019 19h02 - Por Rodrigo Vieira

Foto: Prefeitura de São Paulo

Em um breve passeio pela nossa tão imponente cidade, não é difícil se deparar com algum espaço público em péssimas condições. São incontáveis buracos nas ruas e avenidas. Mais parece que estamos trafegando sobre a superfície da lua.

Parques e praças entregues às traças, com seus aparelhos de exercícios ou área de recreação infantil caindo aos pedaços. Claro que não é unânime esta análise, pois existem espaços maravilhosos na nossa cidade e áreas preservadas, porém os problemas descritos acima são uma realidade principalmente na periferia.


Com uma demanda tão intensa na área de zeladoria, a Lei Orçamentária Anual (PL 647/2019) prevê um aumento nos recursos a serem gastos com a pasta para o ano de 2020. Não estamos falando de um aumento de 10 ou 15%. O aumento previsto é de nada menos que 221% em relação a este ano, isso equivale a pouco mais de R$1 bilhão já que em 2019 o orçamento foi de R$313 milhões.


Segundo consta no site da prefeitura serão destinados R$708 milhões para atender a manutenção de praças, canteiros e áreas verdes, requalificação de espaços públicos, pavimentação e recapeamento de vias, operação tapa-buraco, fiscalização de comércio ilegal entre outros. Também serão aplicados R$88 milhões na área de saneamento básico urbano. As ações serão voltadas à manutenção do sistema de drenagem e à promoção da sustentabilidade ambiental.
Com mais recurso, esperamos melhores serviços na área. Cada cidadão deve verificar essas ações em sua região.


Há também outro aspecto neste cenário. A conservação desses locais que estão e/ou serão atendidos pelo serviço de zeladoria da prefeitura. Cabe a cada munícipe usar o bom senso em relação a esses espaços públicos (parques, praças, canteiros, etc.), cuidando e zelando por esses espaços que propiciam uma melhor qualidade de vida a cada um. É bem comum encontrar lixo e entulho nessas áreas. Há uma necessidade de criar uma consciência de zelo por parte da população para com eles.

Revisores: Cynthia Capucho, Gabriel Castro e Felipe Donadi.