Política » Rio de Janeiro
Witzel volta atrás e pede desculpas a Mourão

O governador do Rio divulgou o conteúdo de uma conversa entre ele e o vice-presidente do Brasil

28/01/2020 20h48 - Por Jani Santos

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, pediu desculpas ao vice-presidente da República, General Hamilton Mourão, já que o chefe do executivo fluminense divulgou e filmou uma conversa entre ele e Mourão, sem autorização.

Na última segunda-feira (27), Mourão e Bolsonaro criticaram o governador do Rio pelo episódio. Porém, Witzel afirmou que a intenção era mostrar união e se recusou a pedir desculpas. Mas hoje, ele voltou atrás e tentou selar a paz com o vice-presidente.

Na imagem, divulgada pela TV Globo, Witzel aparece dentro de um carro , em uma cidade do norte fluminense inundada pelas chuvas. Então, o governador ligou para Mourão, o presidente em exercício, já que Bolsonaro está em visita oficial à Índia, gravou e filmou a conversa.

“Não queria surpreender nada. Se o presidente Bolsonaro, se o vice-presidente Mourão ficou de alguma forma entristecido pelo que aconteceu, eu sou uma pessoa humilde: peço desculpas. O senhor é uma pessoa por quem tenho o maior respeito, general do Exército. Minha respeitosa continência a vossa Excelência, ao presidente Bolsonaro. Sou um homem de bem, sou uma pessoa de sentimento, estava pedindo água para as pessoas, e o senhor me ajudou”, declarou Witzel ao G1.

O governador do Rio também afirma que pediu desculpas à Mourão pelo WhatsApp e que nunca teve intenção de divulgar telefonema privado.

“Eu quis mostrar o quanto o presidente Mourão estava nos ajudando. Em nenhum momento da minha vida eu divulguei telefonema privado. Eu sou uma pessoa de sentimento, achei que as pessoas ficariam mais confortáveis que há uma união com o presidente da República, com o vice-presidente.”, afirmou Witzel.