São Paulo » Transporte
Vigilantes da estação CPTM sofrem agressões de grupo de ambulantes

Grupo usou até extintores da estação para atacar vigilantes

12/01/2020 20h46 - Por Antonio Glenio

Foto: Diário dos trilhos

No último sábado (11), uma situação extremamente lamentável foi protagonizada por ambulantes na estação da Linha 7-Rubi da CPTM. Dois vigilantes da empresa GOCIL que trabalham na estação Pirituba Linha 7-Rubi, foram agredidos por um grupo de ambulantes. O horário do ataque [23h00] coincidiu com o término do turno dos policiais militares que trabalham na estação.

Nenhum dos ambulantes que cometeram o ataque foram presos, e os dois vigilantes foram encaminhados ao PS para receberem cuidados médicos devido as agressões sofridas. Um dos possíveis motivos do ataque, seria o aumento da fiscalização para impedir o comércio dentro do trem.

A agressão só teve fim quando as portas do trem foram fechadas, mas ainda sim, o trem sofreu vandalismo e foi retirado de circulação para manutenção.

A ação praticada pelos ambulantes foi extremamente absurda e covarde contra os vigilantes, que estavam apenas realizando seu trabalho. Infelizmente, eles estão sujeitos a sofrer ataques de níveis baixíssimos como este, que poderia ter um final trágico.

Esperamos que os ambulantes, ou melhor dizendo, criminosos que participaram dessa ação covarde, sejam identificados e respondam por seus atos.

Revisores: Cynthia Capucho.